Melhor Cotação de Seguro Viagem Europa

Pague com o seu cartão de crédito em até 12x
visa_cardmaster_cardamex_carddiners_cardaura_card
Para onde você vai?
Data da viagem

Press the down arrow key to interact with the calendar and select a date. Press the question mark key to get the keyboard shortcuts for changing dates.

Press the down arrow key to interact with the calendar and select a date. Press the question mark key to get the keyboard shortcuts for changing dates.

Quantidade de viajantes
Buscar seguros
O que é Seguro Viagem Europa e onde comprar

Serviço de assistência emergencial impecável você só encontra aqui. Melhor Seguro de Viagem Europa.

Já imaginou o quão estressante deve ser procurar um médico ou hospital durante sua viagem? Chega de se preocupar com isto! Os planos de seguro de viagem para a Europa da Seguro Store possuem o Serviço de Assistência Emergencial incluso!

Cotação Seguro de Viagem Europa

Suas bagagens também ficam asseguradas. Desfrute sua viagem com nosso Seguro Viagem Europeu.

Extravio, danificação ou qualquer problema com bagagem? Não perca mais tempo negociando diretamente com a companhia seus direitos. Deixe que nós te ajudamos e resolvemos isso por você! O melhor seguro viagem para Europa você encontra aqui.

Preço Seguro de Viagem Europeu Online

Assistência 24h em português com o mais eficiente Seguro de Viagem Europa.

Oferecemos atendimento 24 horas, 7 dias por semana, em português para facilitar sua vida em uma momento de stress na Europa. Queremos que você desfrute plenamente sua viagem e vamos com você até o fim. Aproveite o que há de melhor em nosso Seguro de Viagem Europa.

Valor do Seguro de Viagem para Europa Mais Barato

Cobertura por atrasos de voo. Conte com a maior cobertura em Seguro Viagem para a Europa.

Seu voo atrasou, cancelou ou teve alguma alteração em que você se sentiu prejudicado? Não se preocupe, com o seguro de viagem para Europa da Seguro Store, você está plenamente assegurado(a) e pode viajar com absoluta tranquilidade e segurança.

Seguro para diversas localidades

Não fique com
dúvidas

A Seguro Store tem um Centro de Suporte completo para te ajudar em suas dúvidas e te auxiliar com a melhor experiência em seguro de viagem para a Europa.

Central de Ajuda e Suporte

Algumas dúvidas frequentes

Saiba tudo sobre Seguro Viagem para a Europa

SEGURO VIAGEM EUROPA

Vai viajar para o Velho Continente e não quer dor de cabeça? Então, não se esqueça de fazer o seguro viagem Europa. Mesmo que possa parecer bobagem ou excesso de preocupação, acredite, ele é muito importante, pois te dá muitas garantias e deve ser colocado na lista de coisas preparatórias antes de embarcar para fora do Brasil.

Todos estão sujeitos a problemas de saúde ou acidentes a qualquer momento e em qualquer lugar do mundo. Quando não estamos em nosso país, essas situações imprevisíveis podem acontecer com mais facilidade e se tornarem bem mais complexas para serem resolvidas.

Ele é obrigatório para todas as 25 nações do continente (confira lista mais abaixo) que ainda estão no Tratado de Schengen, assinado em 1985 e que permite a livre circulação entre os países signatários. Ou seja, você não precisa mostrar seu passaporte toda vez que visitar um estado diferente durante a sua viagem.

Porém, independentemente de ser obrigatório ou não para o seu país de destino, é altamente recomendado que ele seja feito.

O seguro viagem funciona também como um plano de saúde, o que o transforma em um item ainda mais necessário. Sem ele, caso você sofra qualquer tipo de acidente ou passe mal e precise de auxílio médico, não há nada que lhe dê garantia de uma cobertura adequada à sua situação.

Como se já não bastassem todos os problemas causados pelo imprevisto, a dor de cabeça só aumenta quando se coloca na balança os gastos. Para cidadãos europeus, os governos oferecem todo o tipo de subsídio médico, mas para estrangeiros esse direito não é assegurado e os gastos com hospital e medicamentos são excessivamente altos, causando prejuízo financeiro.

Hoje em dia, existem diversas seguradoras no mercado que oferecem esse tipo de serviço com características diferentes. Nesta matéria, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre seguro viagem para a Europa para que você possa sentir mais confiança na hora de escolher qual plano escolher.

Então, vamos lá!

O QUE É SEGURO VIAGEM?

Trata-se de um seguro de viagem que atua quase como um convênio de saúde de caráter temporário, bem como garantindo indenizações para diversos casos que possam atrapalhar o seu passeio, como acidentes.

Ele terá validade pela quantidade de dias contratados e em relação a leis determinadas em cada contratação. De modo geral, é realizado para destinos internacionais, em que planos de saúde para brasileiros utilizados cotidianamente não são válidos.

COMO FUNCIONA O SEGURO VIAGEM?

A função mais básica do seguro viagem é funcionar como um plano de saúde temporário, que dura somente enquanto o segurado está fora de seu país. Ele oferece garantias de atendimento adequado e indenização para casos de doenças ou acidentes, já que os planos nacionais não possuem validade no exterior.

Porém, engana-se quem pensa que essa é a única utilidade do seguro viagem para Europa. Na verdade, existem no mercado diversos outros planos que cobrem os mais tipos de problemas corriqueiros de quem viaja, como bagagem extraviada, remarcação de passagem, assistência jurídica e até repatriação de corpo em caso de falecimento fora do país.

QUANDO É NECESSÁRIO ADQUIRIR O SEGURO VIAGEM?

O seguro viagem para brasileiros é obrigatório sempre que houver viagem para algum dos países europeus que permitem a livre circulação, mas também para outras nações como Cuba e Estados Unidos. Para a Europa, por exemplo, uma das condições é de que o seguro cubra ao menos 30 mil euros em despesas médicas.

Sem ele, é possível comprar passagens e embarcar em vôos. O seguro só é solicitado, às vezes, durante o processo de imigração. Caso o agente solicite e você não o tenha em mãos, a sua entrada no país pode ser negada.

Independente disso, é sempre bom reforçar que problemas de saúde podem acontecer a qualquer momento.

Em uma viagem de família a Orlando, nos EUA, não adquirimos o seguro saúde, mas minha mãe precisou ser atendida no hospital pois desenvolveu pedra no rim. Além do serviço não ter sido realizado com muita eficiência e rapidez, os custos saíram altos e comprometeram o orçamento que tínhamos para nossas férias.

Assim como vários segmentos possuem sites especializados em buscas e comparativos de preços, para os seguros viagens também existe este tipo de ferramenta na internet. Então, se você é marinheiro de primeira viagem, eles podem ser muito úteis para auxiliá-lo a encontrar a melhor opção.

Abaixo, separamos uma lista contendo absolutamente tudo o que o seguro viagem para o continente Europeu pode cobrir:

  • Seguro para casos de emergência médica que resultem na interrupção ou cancelamento da viagem;
  • Localização de bagagem extraviada e indenização em caso de perda;
  • Atendimento médico e odontológico 24 horas por dia;
  • Visita para o segurado que estiver hospitalizado;
  • Acompanhamento médico para hospitalização prolongada;
  • Hospedagem após alta do hospital;
  • Despesas farmacêuticas;
  • Remarcação de passagem para regressar;
  • Indenização quando houver invalidez total ou parcial;
  • Assistência funeral;
  • Repatriação médica e funerária - ou seja, dá ao segurado o direito de regressar ao Brasil tanto por doença quanto por óbito;
  • Indenização para casos de morte;
  • Despesas jurídicas, que inclui pagamento antecipado de fiança.

QUAL O VALOR DO SEGURO VIAGEM EUROPA?

O valor vai depender do tamanho da cobertura que o viajante deseja. Mas, acredite, o plano mais básico ainda assim é mais barato do que uma consulta médica particular em qualquer hospital europeu. Atualmente, sai em torno de R$ 300 a R$ 400.

Por isso, não existe desculpa para não aderir a essas garantias antes de embarcar – recentemente viajei para Portugal e, salvo engano, adquiri um plano com ampla cobertura por apenas R$ 450.

Encontrar a empresa ideal para realizar o seu seguro saúde de viagem Europa pode não ser uma tarefa simples. Então, não se esqueça de fazer uma pesquisa cautelosa e detalhada. Não se preocupe em perder tempo certificando-se de que está fazendo a decisão correta.

Portanto, tenha muito cuidado com empresas pouco conhecidas ou que possuem pouca credibilidade no mercado. Afinal, você está gastando um pouco a mais para ter certeza de que pode viajar tranquilo.

Sempre opte por empresas com nome, idôneas e que possuem boas avaliações.

Outra maneira de decidir qual seguradora escolher é conversando com amigos que já viajaram para a Europa e que podem te indicar companhias que garantiram uma viagem sem surpresas.

Tenha em mente que o custo é bem menor do que uma simples consulta em diversos países pelo mundão a fora. É também um pedaço mínimo da verba orçamentária de uma viagem ao exterior. Não realizar o seguro, trata-se de um ato econômico bobo que pode atrapalhar e muito a sua viagem.

A cotação de alguns dias, realizada como avaliação, para um indivíduo da faixa etária de 70 anos, em uma viagem de onze dias para os Estados Unidos, o custo total deste seguro de teor básico corresponde a uma média de R$ 282. Se o país for a França, os custos são de R$ 254.

Este valor é somente a cotação e custos menores ou maiores são passíveis de encontro em pesquisas, dependendo de convênios, descontos, grau do seguro, bem como a seguradora contratada.

QUAL O TEMPO DE DURAÇÃO DO SEGURO DE VIAGEM?

Isso depende de você. O turista tem que, no mínimo, fazer com que o plano tenha a mesma duração da viagem, mas não custa nada antecipar e prolongar em alguns dias pensando em possíveis imprevistos na ida e na volta.

EM QUE MOMENTO DO PLANEJAMENTO DEVO CONTRATAR O SEGURO VIAGEM PARA O CONTINENTE EUROPEU?

Isso é uma dúvida muito comum. Na verdade, não existe um prazo limite para que se faça a contratação do serviço. Inclusive, ela pode ser feita no último segundo antes do embarque.

Porém, nunca é bom deixar nada para em cima da hora, ainda mais tratando-se de algo tão importante quanto o seguro viagem. Evite que problemas comprometam o seu planejamento e garanta o contrato do serviço com pelo menos uma semana de antecedência.

DEVO CARREGAR O SEGURO NOS MEUS PERTENCES?

Lembre-se de sempre ter em mãos o seu seguro viagem. Ele pode ser solicitado pelo agente da imigração assim que você desembarcar no país de destino e, se você não estiver acompanhado dele, o mais certo é que tenha problemas e sua entrada corre até o risco de ser negada.

Então, carregue o contrato do seguro com os demais documentos durante a viagem, até porque você nunca sabe quando precisará usá-lo.

Imagine estar na rua e deixar o comprovante no hotel. Se precisar ir de forma emergencial para o hospital, precisará que alguém vá até o local de hospedagem buscar.

EM QUAIS PAÍSES É OBRIGATÓRIO O SEGURO DE VIAGEM PARA EUROPA?

A Europa é composta por 50 países, mas só 25 deles assinaram o Tratado de Schengen em 1985, o que garante a livre circulação de pessoas entre eles – o acordo ainda apresenta outras cláusulas, mas para turistas essa é a única que realmente importa.

As nações que exigem o seguro de viagem na Europa são as seguintes:

  • Alemanha;
  • Áustria;
  • Bélgica;
  • Dinamarca;
  • Eslováquia;
  • Eslovênia;
  • Espanha;
  • Estônia;
  • Finlândia;
  • França;
  • Grécia;
  • Holanda;
  • Hungria;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Letônia;
  • Lituânia;
  • Luxemburgo;
  • Malta;
  • Noruega;
  • Polônia;
  • Portugal;
  • República Tcheca;
  • Suécia;
  • Suíça.

Ainda existem outros quatro novos países que estão na fase de integração ao tratado: Bulgária, Chipre, Liechtenstein e Romênia. Para eles, também existe a obrigatoriedade do seguro viagem com cobertura de pelo menos 30 mil euros.

TRATADO DE SCHENGEN

Trata-se de um tipo de acordo realizado por muitos países europeus, que torna obrigatório que todos os indivíduos de países exteriores que queiram ir para o continente e lugares em questão, tenham um Seguro Viagem Europa (internacional) com um custo mínima a ser procedida a cobertura de 30 mil euros respectivos a assistência médica em virtude doenças ou acidentes.

É a garantia de que os turistas podem ficar tranquilos se houver algum tipo de problema ou acidente que acometa a saúde. Os lugares que participam deste tratado correspondem a:

Se a pretensão é visitar diversos lugares da Europa, saiba que o seguro é feito para todo o continente e não especificamente para um ou duas cidades.

O Espaço Schengen foi criado através de acordo (ou Tratado) de mesmo nome, no ano de 1985. A decisão foi tomada inicialmente por cinco estados-membros da União Europeia que desejavam suprimir o controle de suas fronteiras internas.

Este espaço representa hoje um enorme benefício a Economia dos signatários, além de garantir a segurança e criar o clima de confiança tão necessário ao território europeu após ser palco de duas Grandes Guerras mundiais.

Os Estados que fazem parte de Schengen não possuem controle de fronteiras internas; Por outro lado, os controles que possuem com os não-membros de Schengen é dado de forma harmonizada, com base em critérios definidos com clareza.

O seguro de viagem para Europa é obrigatório entre os países signatários do Acordo de Schengen. O espaço de fronteiras abertas exige a contratação de planos que ofereçam cobertura mínima de 30.000 euros.

Apesar de parecer muito, 30.000 euros podem não contemplar os gastos possíveis com atendimento em saúde no exterior. Uma vez que viagens internacionais demandam planejamento, tempo e dinheiro, o ideal é não correr riscos e garantir a contratação de um Seguro que ofereça cobertura a quaisquer contratempos que venham a ocorrer.

Mais que atendimento médico de urgência, emergência e cobertura para casos de invalidez ou morte, há adicionais que podem garantir também a segurança da bagagem, de equipamentos digitais, câmeras fotográficas, além dos planos especiais para praticantes de esportes radicais, gestantes, idosos e indivíduos com doenças pré-existentes.

OS ESTADOS-MEMBROS DO TRATADO DE SCHENGEN

Os atuais membros do Espaço Schengen são: Áustria, Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Lituânia, Letónia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Noruega, Polônia, Portugal, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça e Liechtenstein.

Entre os membros da União Européia, Bulgária, Croácia, Chipre, Irlanda, Romênia e Reino Unido não fazem parte do Espaço. O que significa dizer que um voo proveniente destes locais é considerado voo externo e está sujeito ao controle de fronteiras, sendo necessária a apresentação do seguro de viagem a ser utilizado na Europa. Fique atento.

MELHOR COTAÇÃO DE SEGURO DE VIAGEM EUROPA

Na Europa, para viajar pelos países que estão dispostos do Espaço Schengen, há a obrigatoriedade de que o seguro viagem internacional promova o fornecimento de coberturas mínimos dos custos de 30mil euros.

Tal requisito está incluso no Regulamento do Parlamento Europeu, válido desde o ano de 2010. A partir disso, quando é realizada a cotação do seguro viagem Europa, os seguros que disponibilizam coberturas menores precisam ter o descarte imediato.

A cotação dos seguros são imprescindíveis para filtragem automática de planos que não se enquadram nos padrões mencionados, para habilitar somente aqueles que seguem o padrão Schengen.

COMO FUNCIONA O ATENDIMENTO COM O SEGURO VIAGEM?

Ao possuir um seguro saúde viagem Europa, o atendimento médico e hospitalar é igual como se você fosse um cidadão do país. Caso seja necessário utilizá-lo, em situações normais ou de emergência, primeiro é preciso entrar em contato com a seguradora para que ela libere o atendimento que você está solicitando.

Na hora de contratar o serviço, procure saber qual o sistema utilizado para a cobertura. Na maioria dos casos, as companhias trabalham com reembolso. Todas as despesas ficam por sua conta e o dinheiro do seguro ressarce tudo o que foi gasto.

Por isso, é de suma importância que todos os comprovantes de pagamentos sejam guardados. Só desta forma será possível provar os gastos e receber de volta o que é seu por direito.

Se esta ideia não te agrada muito, existem no mercado planos em que não é necessário fazer nenhum tipo de pagamento durante o uso do auxílio médico. Nestes casos, as empresas seguradoras tratam todas as despesas diretamente com os hospitais.

O seguro de viagem a ser utilizado na Europa ou qualquer outro país, consiste em um produto comercializado por seguradoras que tem como objetivo garantir a indenização - mediante valor contratado -, caso seja utilizado o serviço de saúde local ou qualquer outro para o qual o Seguro ofereça cobertura.

O órgão federal responsável pelo controle e fiscalização do setor de Seguros é a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) no Brasil. Ela estipula que os planos precisam ser compatíveis com valores e complexidade dos procedimentos realizados no país de destino.

Assim, é possível encontrar valores discrepantes de um destino à outro, além dos preços para a contratação estarem sujeitos à adicionais, como no caso de esportes de risco e os mencionados anteriormente.

Para a prática de esportes radicais, é recomendada a contratação de coberturas especiais para esportes de risco (exigência comum de organizadores de campeonatos). Os valores para este tipo de plano consideram o perfil do contratante; no caso, o esporte praticado, a idade e o país de destino.

As gestantes possuem também cobertura diferenciada, assim como os idosos. No primeiro caso, a cobertura é oferecida a mulheres de até 40 anos e com gestação inferior ou igual a 34 semanas. Os idosos recebem cobertura até os 80 anos de idade, mas há a possibilidade de contratar extensões etárias que podem ampliar a 110 anos.

A indenização para condições pré-existentes de saúde podem não estar incluída nos planos básicos de seguro de viagem a ser utilizado na Europa; assim, em caso de crise oriunda de doenças crônicas, o Seguro pode não oferecer a cobertura para o tratamento. Verifique antes de contratar ou peça pela adição desse tipo de cobertura.

COMO FUNCIONA A COMUNICAÇÃO DURANTE O ATENDIMENTO?

Aqui é um ponto que também preocupa muitas pessoas que estão viajando.

Não é necessário falar o idioma local para conseguir o melhor atendimento. Caso seja necessário entrar em contato com a seguradora, fique sossegado porque o mais certo é que todo o suporte seja dado em português.

O QUE FAZER SE TIVER PROBLEMAS COM O SEGURO?

Raramente esses seguros particulares costumam causar qualquer tipo de problema no exterior, mas mesmo assim isso sempre é uma possibilidade real de acontecer. Sempre busque resolver o problema através de um canal direto com a empresa que te forneceu o serviço, mesmo se estiver passando por um caso de emergência.

Entre em contato por telefone e tenha sempre todos os seus documentos de identificação assim como o contrato do seguro, em mãos.

Caso isso não tenha sido efetivo, o jeito é apelar para a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados). É este o órgão que regulamenta as empresas de serviço de seguros privados no país.

E lembre-se: principalmente em casos de emergência, busque primeiro uma solução com a companhia contratada, já que esse é o meio mais rápido de ter o seu problema resolvido.

ONDE CONTRATAR UM SEGURO DE VIAGEM PARA O CONTINENTE EUROPEU?

Este seguro pode ser adquirido por meio de empresas especializadas em seguros, bem como em instituições financeiras ou diretamente da companhia aérea que está cuidando da viagem.

Independentemente da companhia escolhida, em quase todos os casos ele pode ser feito via internet, dispensando o deslocamento físico.

QUAL TIPO DE SEGURO ESCOLHER?

A escolha do seguro viagem para a Europa deve seguir, obrigatoriamente, todas as exigências a qual a viagem se destina – alguns países possuem certas normas específicas para aceitar turistas.

Isso dificilmente será um problema, pois as empresas que oferecem esse tipo de serviço já conhecem os diferentes regulamentos e saberão te orientar no momento da contratação.

Depois de adquirido o mínimo necessário, o resto fica a critério de cada um. Portanto, quanto mais cobertura, melhor. Se você tiver condições financeiras de adquirir pacotes mais completos, não tenha medo de escolher algum mais abrangente. Afinal, nunca se sabe o que pode acontecer durante a viagem.

Como dissemos, o mercado é vasto e repleto de opções, tendo, inclusive, seguro para aparelhos eletrônicos como câmeras fotográficas e celulares, assim como para quase todos os tipos de objetos que geralmente são levados na bagagem.

ASSISTÊNCIA DE VIAGEM OU SEGURO?

Ambos os serviços são denominados de forma comum como seguro de viagem. Contudo, é preciso atentar-se em momento de fazer pesquisas e concluir contratações. De acordo com a prática, o principal diferencial está naquelas que pagam pelo serviço em ato de utilização. É saber quem irá desembolsar os custos.

O seguro viagem faz previsões de que o turista efetue o pagamento de despesas com médicos tiradas e, assim que chegar em casa, peça o reembolso desses custos - atentando-se aos limites estipulados na contratação.

Para tanto, é preciso que se apresente comprovante das despesas com médicos, notas fiscais, laudos e o que mais puder confirmar o atendimento.

O procedimento é dotado de burocracia e pode gerar dores de cabeça. O benefício é que os turistas podem selecionar quaisquer lugares para ter atendimento, sem que isso dependa de realizar uma rede de convênio do seguro.

Apesar de muito parecida, uma assistência de viagem não é o mesmo que um seguro viagem.

Na assistência, o contratante não precisa arcar com nenhum custo médico e hospitalar durante toda a sua estadia na Europa. Porém, é necessário que se ligue para a seguradora e que ela autorize o atendimento, indicando para qual unidade médica o paciente deve se dirigir, salvo em casos de emergência.

Já no seguro viagem (que não contemple a assistência viagem), todos os gastos ficam por conta do turista, que deve guardar consigo todos os comprovantes para solicitar o reembolso. Apesar de ser mais burocrático, ele garante a liberdade de escolher onde quer ser atendido.

Vale dizer que o mais recomendado é que você busque planos de seguro de viagem que já envolvam assistência de viagem. Isso te proporciona mais tranquilidade e conforto. Por isso, antes de assinar o contrato, tenha certeza que um está incluso no outro.

Planejamento é tudo!

Viajar é muito bom, faz bem para a alma e nos aproxima de culturas completamente diferentes. Por outro lado, exige muitos cuidados durante a sua etapa antes do embarque. Por isso, a preparação é tudo!

Independentemente de se tratar de companhia aérea, hospedagem, seguro viagem ou qualquer outro serviço, sempre faça uma pesquisa minuciosa e leve em conta diversos fatores antes de escolher a qual empresa você confiará a sua viagem.

A assistência viagem atua diferentemente. O atendimento é custeado pela seguradora que teve o contrato. A assistência faz previsões de que o contratante deva contatar a empresa antes de ser atendido. Ela fará a indicação do lugar em que tal atendimento será procedido e o seguro não necessitará de desembolsos.

Os custos são arcados pela própria contratada. O fator desvantajoso aqui é o fator de ter o atendimento de forma obrigatório no lugar especificado pela empresa, exceto em situação emergencial.

É imprescindível dizer que muitos contratados fazem a venda de ambos os serviços num só pacote, com a garantia de todos os benefícios. É essencial o conhecimento de tal informativo em ato de contrato do serviço, a fim de não haver apertos posteriormente.

Apesar das dúvidas existentes quanto à nomenclatura, na prática, há pouca diferença entre o Seguro de Viagem e a Assistência de Viagem, sendo eles vendidos como um “pacote de produtos” pela maioria das Seguradora.

Desta forma, ao adquirir o Seguro de Viagem, comumente a Assistência estará sendo vendida atrelada a ele. É fundamental, no entanto, confirmar com a Seguradora contratada.

A diferença fundamental entre uma modalidade e a outra, está em quem realiza o pagamento quando há a necessidade de ser atendido ou lidar com quaisquer outras questões referentes ao plano contratado.

No Seguro de Viagem, o contratante efetua o pagamento referente ao atendimento recebido no país de destino, sendo reembolsado posteriormente dentro dos valores de plano contratado.

Na Assistência de Viagem é realizada a triagem por telefone, antes de indicado o local ou o profissional que realizará o atendimento. Neste caso, há uma rede credenciada para a qual o viajante será direcionado.

Em destinos remotos, a assistência pode limitar o atendimento em casos de emergência ou urgência. Já o seguro de Viagem exige a apresentação de todos os documentos que comprovem o valor gasto pelo viajante.

O mais importante é informar no momento anterior a contratação de um seguro, todas as especificidades da viagem, especialmente se for necessário optar por coberturas que exijam a utilização de serviços de alguma rede credenciada.

Vale destacar que os valores dos seguros de viagem não chegam a corresponder 5% do total gasto em hospedagem, alimentação, deslocamento e passagens ao ser programada uma viagem. Certifique-se de contratar o mais adequado ao seu perfil.

A SUSEP estipula que todos os seguros devem incluir assistência médica, odontológica, cobertura para casos de morte ou invalidez e também traslado de corpo. Verifique sempre a cobertura básica do plano a ser contratado e em caso de inadequações, exija os seus direitos.

Caso você tenha qualquer problema com a corretora com a qual adquiriu o serviço do seguro viagem para o continente Europeu, entre em contato com a SUSEP através do telefone 0800 021 8484.

IMPORTÂNCIA DO SEGURO DE VIAGEM

Doenças, acidentes e afins são passíveis de acometerem qualquer pessoa, sem que isso dependa de algum fator externo. Caso o problema tenha gravidade, os valores para tratar a situação fora do país podem ser altíssimo. É raro o país que atende estrangeiros em redes públicas de saúde. Há sempre a necessidade de efetuar o pagamento das consultas, medicamentos e, em situações de maior gravidade, ambulâncias e internamentos.

Não é uma atitude válida se arriscar a correr tal perigo, falindo pelo simples ato de tentar economizar por não pagar o seguro antes do embarque. Este seguro é válido também para diversos outros tipos de situações, como uma mala que foi extraviada, um agendamento novo da passagem que teve que ser remarcada, bem como assistências jurídicas e repatriação do corpo em situação de óbito.

CONTRATAÇÃO

Seguros de viagem são passíveis do contrato em estabelecimentos especializados em seguros, em próprio banco do turista, de forma direta com a empresa aérea selecionada para viajar, na página de compra das passagens, agências ou operadoras de cartões.

Em suma, os serviços podem ter o contrato direto em páginas de empresas, abstendo-se de burocracias e de forma muito ágil.

O seguro de viagem não tem reserva somente a viagem internacional. É possível realizar a contratação do serviço para viajar dentro do país. Contudo, como muita gente possui plano de saúde, o serviço não se trata de contratação comum.

Os seguros de viagem são realizados conforme o país de destino e a categoria da viagem - se é a passeio, a negócios, ou etc - bem como o teor complexo do plano, básico ou íntegro.

Em ato do contrato, é preciso revelar alguns detalhes para a empresa, para que se tenha certeza de ter a cobertura e que está de acordo com o que se espera.

Os seguros não costumam seguir as normas iguais a de outros lugares. Específicos, trazem a exigência de um tipo de seguro especial de viagem - em situação destes países, o seguro deve seguir as normas do Tratado de Schengen.

A empresa contratada pode dispor de informações sobre especificidades para a sua situação. Em caso do seguro pelo cartão de crédito, faça a solicitação de informação específica sobre o país do exterior e a exigência do encaminhamento de detalhes de contratação pelo cartão.

Outra situação que pode modificar o contrato do seguro são esportes de aventura ou radicais. Muito raramente se cobre acidentes que tenham os esportes envolvidos como snowboard, esqui, mergulho, escalada e afins.

É importante informar-se de forma detalhada a respeito de tais atividades juntamente da empresa e evitar problemas em momento de atendimento.

Adultos que tenham mais de 70 anos e o público feminino em período gestacional também têm o costume de apresentar valores diferentes para o seguro. Portanto, é imprescindível informar dados corretos sobre os passageiros.

Não esquecer também de fazer a verificação do seguro em relação a cobertura de patologias pré-existentes. A cobertura não é um ato comumente a estar disponível a todas as categorias de seguros.

Os seguros são caracterizados por serem completos de mesma forma que o pacote realizado pela contratação. É possível escolher pelo básico ou fazer a adição de serviços e aumento de indenizações e atendimentos disponíveis.

A limitação é o seu bolso. Existe, ainda, seguro especial, realizado para a proteção de equipamentos eletrônicos, bem como computadores, celulares e máquinas.

Contudo, tal seguro não participa do pacote básico disponível pelos contratados e precisam ter um contrato à parte.

EXISTEM SEGUROS PARA VIAGENS COM FINS ESPECÍFICOS?

É muito comum que pessoas façam viagens pelo mundo para conhecer novos lugares e pontos turísticos que sempre sonharam em ver de perto um dia. Mas também existem aquelas pessoas mais aventureiras e que estão em busca de locais para praticar esportes radicais.

Pensando nelas, empresas oferecem seguros para a prática desses esportes – mas vale lembrar que nem todas as empresas seguradoras cobrem este tipo de viagem. Como você corre também riscos de sofrer acidentes, é indispensável embarcar para outro país com um contrato.

Para estes casos, a cobertura envolve um atendimento médico completo: acidentes, cirurgias, exames, remoções... enfim, tudo o que o paciente precisar para voltar a ter saúde.

Porém, não é só esse tipo de viagem “alternativa” que possui planos específicos de seguro. Sempre que este seja o seu caso, busque uma companhia que lhe garanta segurança fora do Brasil.

COBERTURA

Os seguros de viagem fazem a cobertura, de forma principal, a atendimentos médicos emergenciais e urgentes. Contudo, há o oferecimento de outros fatores que garantem aos usuários indenizações em situação de bagagem extraviada, funeral e repatriação de corpo em situação de óbito.

É possível realizar um plano básico ou um plano completíssimo. As opções são as seguintes:

  • atendimento, consultas médicas e odontológicas 24h;
  • segura em situação de cancelamentos ou interrupções de viagem, no caso de emergências médicas;
  • consulta ao segurado que teve hospitalização;
  • acompanhante em situação de hospitalização longa;
  • despesas com farmácia;
  • hospedagem posteriormente a receber alta do hospital;
  • passagens remarcadas para regressar;
  • repatriação funerária e médica, garantindo o retorno do passageiro ao país, tanto em situação de patologia quanto em situação de óbito;
  • assistência ao funeral;
  • indenizações em situação de óbito;
  • indenizações em situação de invalidez total ou permanente;
  • situar a bagagem em extravio;
  • indenizações em situação de bagagem extraviada;
  • despesas com atos jurídicos;
  • pagamento de fiança, de forma antecipada.

CARTÕES DE CRÉDITO TAMBÉM OFERECEM SEGURO VIAGEM PARA EUROPA?

Sim, mas nem todos. Geralmente, os cartões de crédito que possuem seguro viagem válido na Europa são destinados a um grupo restrito de clientes, principalmente aqueles com status elevado na instituição bancária.

Dependendo do tipo da conta e do banco, o serviço pode sair de forma gratuita ou ainda com valores bem interessantes.

Mesmo assim, existem algumas regras para adquirir o seguro viagem através do cartão de crédito. Em algumas situações, exige-se que o pagamento da apólice seja feita pelo cliente.

Outro ponto que deve ser observado é descobrir se o país de destino aceita esse tipo de cobertura já inclusa e se financeiramente ou logisticamente vale a pena. Se não for esse o caso, busque uma seguradora.

POSSO OPTAR PELO SERVIÇO PÚBLICO DE SAÚDE DA EUROPA?

Assim como nos Estados Unidos e muitos outros países do mundo, a Europa também só oferece serviço público e “gratuito” para seus cidadãos – eles pagam um valor simbólico para terem acesso a diversos serviços do governo. Para estrangeiros ou turistas, os serviços são cobrados e os valores são elevados.

Como o seguro saúde de viagem Europa tem preço mais baixo do que qualquer tipo de consulta ou tratamento que você necessite lá, o mais seguro é contratar este serviço.

ONDE MAIS É NECESSÁRIO O SEGURO VIAGEM?

Em várias partes do mundo. Para os EUA, por exemplo, o seguro é obrigatório para brasileiros e o processo funciona como para a Europa. Cuba também exige que o turista esteja assegurado, mas o serviço pode ser contratado logo ao desembarcar no país.

Outras nações, como a Austrália, exigem também, mas em casos específicos. Se você visitar o país apenas a passeio, não é necessário adquirir o seguro. Já para aqueles que vão realizar intercâmbio estudantil, é obrigatória a aquisição da Overseas Students Health Cover (OSHC).

O importante é se certificar nos consulados dos países, nas agências de viagem ou nas seguradoras privadas o que é necessário para uma viagem sem problemas.