Câmbio Store na mídia
Terra press releaseStartSe press releaseInfoMoney press releaseGlobo News press releaseAbra seu negócio press release

Conversão rublo russo real. Sem taxas escondidas.

Você pode levar horas para encontrar a melhor taxa de rublo russo. Economize seu tempo e dinheiro. Nós mostramos em tempo real as melhores cotações das casas de câmbio da sua cidade.

Rublo Russo comercial nos últimos 30 dias.

Loading...
mapa rublo-russo hoje

Melhor cotação de rublo russo hoje.

Realize sua troca com a melhor cotação de Rublo Russo em nossa casa de câmbio online. Negociação sem barreiras geográficas.

rublo-russo hoje seguro

Rublo Russo 100% seguro com parceiros autorizados pelo Banco Central.

Você será notificado(a) via e-mail a cada estágio da sua compra ou venda de rublo russo. Além disso, você pode acompanhar pelo nosso website de onde estiver.

Não fique com
dúvidas

A Câmbio Store tem um Centro de Suporte completo para te ajudar em suas dúvidas e te auxiliar com a melhor experiência em rublo russo.

Central de Ajuda e Suporte

Algumas dúvidas frequentes

Saiba tudo sobre o Rublo Russo

Rublo Russo: O Rublo Russo é emitido pelo Banco Central da Federação Russa (Bank Rossii, em russo Банк России) e a sua subunidade é o kopeks (копейка); Em outras palavras, 1 RUB = 100 kopeks. As moedas em circulação atuais estão nos valores de 1, 2, 5 e 10. As de 1 e 5 são pouquíssimo usadas devido a seu baixo valor. As notas emitidas estão nas designações de 50, 100, 200, 500, 1.000, 2.000 e 5.000 Rublos russos, representadas por símbolos de importância à história e cultura russa. O Rublo Russo O Rublo Russo ou рубль é o nome dado a moeda moderna utilizada na Rússia. São também nomeados “Rublo” o dinheiro da Bielorrússia (Rublo Bielorrusso) e do estado não-reconhecido da Transnístria (Pridnestrovskaia Moldavskaia Respublika, em russo: Приднестровская Молдавская Республика). O Rublo foi a primeira moeda decimal do mundo, quando em 1704 tornou-se equivalente a 100 kopeks. A moeda sofreu inúmeras transformações ao longo dos séculos. Foi utilizada pelo Império e pela União Soviética. Após a dissolução desta última, em 1993, o Rublo Soviético (SUR) foi substituído pelo Rublo Russo (RUR) com a conversão equivalente a 1 SUR = 1 RUR. A consequência foi a crise financeira de 1998, onde o Rublo Russo foi redenominado para RUB e a taxa de conversão passou a ser de 1 RUB = 1.000 RUR. Por ser utilizado a mais de 700, o Rublo possui valor histórico e simbólico na região. Em 2004 foi erguido um monumento em homenagem a moeda na cidade de Dimitrovgrad. A Origem do Rublo Russo Existem inúmeras versões que buscam explicar a origem da palavra “rublo”. Apesar das diferenças existentes nos detalhes apresentados pela maioria dos historiadores, todos eles convergem a uma raiz comum: O verbo рубить ou “cortar”. Há também estudiosos que acreditam que a palavra “rublo” deriva da “rupia” indiana, que tem em seu significado “a prata processada”. Seja qual for o verdadeiro significado, o Rublo enquanto unidade monetária é utilizado desde o século XIII, inicialmente sob a forma de lingote de prata. A história do Rublo Russo perpassa diferentes reformas monetárias, a primeira delas chamada Elena Glinsky, que definia o valor do Moscow Rublo. A segunda reforma de Alexei Mikhailovich, no ano de 1654, resultou na cunhagem da primeira moeda de Rublo Russo. Apesar disso, a moeda não sobreviveu em circulação por mais de um ano, voltando a ser cunhada somente em 1704 (e não parando desde então). As primeiras cédulas do Rublo surgiram também durante o Império. Em 1897 o padrão-ouro foi introduzido na Rússia e permaneceu até o ano de 1914. A Primeira Guerra Mundial alterou os rumos da moeda, sendo abandonada durante o período e substituída pelo Rublo soviético. Somente após a dissolução da URSS e reforma monetária é que a Rússia retomou o uso do Rublo Russo. O Rublo Russo Comercial Quando falamos sobre o Rublo Russo comercial, estamos nos referindo a moeda que opera em um segmento do mercado cambial brasileiro chamado “Mercado de câmbio de taxas livres”. Neste tipo de mercado, o Banco Central junto a agências bancárias designadas realizam a comercialização da moeda voltada as operações de comércio exterior e as transações governamentais. É geralmente o valor do Rublo Russo exibido em noticiários e outros meios de divulgação oficial. O Rublo Russo Turismo Quando falamos sobre o Rublo Russo Turismo, estamos nos referindo a moeda que opera em um segundo segmento do mercado cambial brasileiro: o Mercado de câmbio de taxas flutuantes. Aqui, o Banco central e as agências bancárias autorizadas, permanecem atuantes. No entanto, agências turísticas e casas de câmbio podem também credenciar-se à operação. Todas elas estão sujeitas a aprovação do Banco Central (que legitima a atividade). Neste tipo de mercado, a moeda comercializada é voltada a manutenção de indivíduos em locais que façam o uso do Rublo Russo, seja durante viagens turísticas, intercâmbios ou à trabalho. O mercado paralelo do Rublo Russo O mercado dito paralelo deriva do mercado negro, popularizado na década de 1990. Neste período, o termo servia para designar a atividade realizada por narcotraficantes, que utilizavam-se da troca de moedas estrangeiras para tornar legal o dinheiro oriundo de práticas ilícitas. A designação “mercado negro” tornou-se inadequada, devido a associação da terminologia. Apesar da alteração na nomenclatura, o fenômeno é ainda observado. No Brasil, a existência do mercado paralelo está relacionada à corrupção e ao envio de grandes quantias irrastreáveis pela Receita Federal. A prática é considerada ilegal e passível a punições. Quais são os impostos incidentes na compra do Rublo Russo Há três produtos principais trabalhados pelos agentes responsáveis pela comercialização de uma moeda estrangeira. No caso do Rublo Russo, ele pode ser obtido em espécie, em créditos de cartões pré-pagos e também ao serem realizadas remessas internacionais. São definidas alíquotas variáveis através de Decreto Presidencial, que estipulam o valor incidente do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para cada um desses produtos. O Rublo Russo em espécie possui 1,1% de IOF. Em créditos nos cartões pré-pagos, incide 6,38% do IOF e na realização das remessas internacionais, a alíquota corresponde a 0,38% do IOF. As variações nos preços de obtenção do Rublo Russo É muito comum encontrar diferentes preços na hora de realizar a compra do Rublo Russo. As variações podem ser explicadas por diferentes fatores. O primeiro deles diz respeito a quem questiona a diferença entre o valor do Rublo em uma intermediadora de câmbio e àquele exibido no noticiário. Os valores do noticiário geralmente correspondem a taxa de fechamento de uma moeda no dia anterior. Além disso, eles revelam os valores cobrados pela moeda em sua versão comercial, que é sempre inferior à turismo. O Rublo Russo turismo possui o acréscimo da intermediadora (geralmente relacionado ao transporte e a segurança da moeda, manutenção de funcionários, local e outros). Ainda dentro do Mercado de Câmbio de Taxas flutuantes, são observados diferentes preços de uma casa de câmbio a outra. Isso ocorre pois, apesar de necessária a autorização do Banco Central para que operem, ele não estipula o valor a ser cobrado pelo serviço, ficando a critério da agência responsável pela comercialização do rublo.