Câmbio Store na mídia
Terra press releaseStartSe press releaseInfoMoney press releaseGlobo News press releaseAbra seu negócio press release

Conversão peso argentino real. Sem taxas escondidas.

Você pode levar horas para encontrar a melhor taxa de peso argentino. Economize seu tempo e dinheiro. Nós mostramos em tempo real as melhores cotações das casas de câmbio da sua cidade.

Valor do Peso Argentino comercial nos últimos 30 dias.

Loading...
mapa peso-argentino hoje

Melhor cotação de peso argentino hoje.

Realize sua troca com a melhor cotação de Peso Argentino em nossa casa de câmbio online. Negociação sem barreiras geográficas.

peso-argentino hoje seguro

Peso Argentino 100% seguro com parceiros autorizados pelo Banco Central.

Você será notificado(a) via e-mail a cada estágio da sua compra ou venda de peso argentino. Além disso, você pode acompanhar pelo nosso website de onde estiver.

Não fique com
dúvidas

A Câmbio Store tem um Centro de Suporte completo para te ajudar em suas dúvidas e te auxiliar com a melhor experiência em peso argentino.

Central de Ajuda e Suporte

Algumas dúvidas frequentes

Saiba tudo sobre o Peso Argentino

Peso Argentino

O Peso Argentino (Código ARS; Símbolo $), é a moeda corrente e oficial da República da Argentina desde o ano de 1992, quando substituiu o Austral. A moeda anterior ao peso foi introduzida no ano de 1985, através de um plano econômico que buscava combater a inflação na Argentina. O que pareceu bem sucedido a primeiro momento, passou a deteriorar a moeda em 1986, não sendo capaz de recuperar-se ante ao dólar. Por sinal, até o ano de 2002, o peso argentino era referido como “peso conversível”, devido a paridade com o dólar americano (USD dollar), revelando a força da relação entre as moedas. Ao serem realizadas alterações na legislação monetária do país em 2002, o peso argentino sofreu uma desvalorização superior a 200%. Desde a sua criação, em 1935, o Banco Central da República da Argentina é o agente responsável pela moeda do país. O seu surgimento está relacionado a garantia de estabilidade da moeda argentina, assumindo a posição de autoridade monetária no país. A subunidade do peso argentino é o centavo (1/100). As notas do peso argentino exibem a imagem de figuras históricas, como José de San Martin (5 pesos argentinos), figura central das campanhas para a independência da Argentina. Também Manuel Belgrano (10 pesos), relacionado à independência do país e a criação de sua bandeira. A nota de 20 pesos carrega as imagens de Juan Manuel de Rosas e de Lucio Norberto Mansilla. Em azul marinho estão representadas as posses ultramarinas, como as Ilhas Falkland, Geórgia do Sul e Sandwich. Por fim, há a imagem ed Eva Perón na nota de 100 pesos.

Os tipos de Peso Argentino

Peso Argentino Comercial: é a moeda utilizada nas operações de importação e exportação; também nas transações intergovernamentais, investimentos estrangeiros e patentes. Peso Argentino Turismo: voltado às viagens internacionais e também a compra de produtos internacionais pagos na moeda argentina. O mercado paralelo do peso argentino: na Argentina, o mercado paralelo de moedas estrangeiras é um tópico delicado e que merece grande atenção. O que precisamos saber sobre o mercado paralelo do peso argentino, por ora, é que diz respeito a comercialização de moedas estrangeiras por indivíduos e/ou empresas não-autorizadas a operar enquanto agentes de câmbio. Adotado como moeda oficial da Argentina, o código oficial do peso é o ARS e o símbolo é o $, semelhante ao símbolo do dólar e de outras moedas, especialmente da América. Apesar de comumente associado ao dólar, o primeiro país a utilizar o $ em representação a moeda nacional foi o México. Moedas: 5, 10, 25, 50 centavos. 1, 2 e 5 pesos argentinos Notas bancárias: 2, 5, 10, 20, 50, 100, 200, 500 e 1.000 pesos argentinos.

A Economia Argentina e o Peso Argentino

De Raul Alfonsín (1983 – 1989) à Menem (1989 – 1999) as tentativas de recuperação econômica da Argentina pós-ditadura foram marcadas por sucessivas alterações na política monetária do país – e, que diga-se de passagem, não foram encerradas ao fim do mandato presidencial de ambos. Com a alteração da Lei de Conversibilidade no ano de 2002, Eduardo Dehalde enfrentou um período de desvalorização do peso argentino herdado dos motivos e pela consequência da renúncia de la Rúa em 2001, atingindo surpreendentes 236%. Ainda que tenha conseguido recuperar parcialmente o valor de mercado da moeda em seus últimos meses como presidente da Argentina, os Kirchners quando assumiram posteriormente não encontraram um cenário mais favorável. Enquanto o governo de Néstor apresentou uma desvalorização igual a 9% do peso argentino, com Cristina os números foram comparáveis à baixa de 2002: a desvalorização atingiu os 211%. As medidas implantadas para o controle de câmbio no país após este período foram severas; através dela, foi possível reduzir 85% da fuga de capitais; por outro lado, elas fizeram surgir taxas de câmbio múltiplas na Argentina, intensificando a atuação do mercado paralelo no país. Há quem diga que em viagens à Argentina, não é preciso comprar o peso argentino no Brasil; basta levar a moeda doméstica e buscar por agentes do mercado paralelo uma vez no país. A prática, no entanto, é ilegal no Brasil e também em nossos países vizinhos e o visitante que se expõe a este mercado coloca-se em risco. Desde que assumiu a presidência, Mauricio Macri, atual presidente da Argentina, vem implementando medidas na busca da recuperação econômica do país.

O Mercado paralelo do peso argentino

Como mencionado anteriormente, o mercado paralelo corresponde a um setor ilegal do mercado cambial brasileiro, onde agentes que não possuem a operação do Banco Central atuam como intermediadores na compra e venda de moedas estrangeiras. A prática, identificada no passado como “mercado negro”, quase sempre esconde relações diretas com atividades ilícitas, sendo inclusive a forma utilizada por narcotraficantes colombianos para introduzir os ganhos de suas atividades no mercado legal. A compra de peso argentino pelo mercado paralelo não oferece segurança alguma ao comprador, que além de não saber a origem da moeda, está exposto também as notas falsificadas. É importante destacar que todas as notas do peso argentino possuem medidas de segurança padrão, como marcas d'água, microletras, fio de segurança e impressões visíveis somente em luz ultravioleta.

Onde encontrar a menor cotação do peso argentino hoje

Para comprar o peso argentino pelas menores taxas do mercado, o consumidor conta com um forte aliado: O simulador online. Atualmente, diversas plataformas oferecem a opção de simular os valores de compra da moeda revelando onde encontrá-la pelos menores preços a qualquer hora e sendo facilmente acessado em qualquer lugar, basta ter acesso a internet. Para utilizar o simulador da Cambio Store e descobrir a cotação do peso argentino hoje, basta acessar a página inicial, selecionar a moeda e os valores desejados; e então serão reveladas as melhores opções e a melhor taxa de conversao de peso argentino para real.

Os impostos incidentes na compra do peso argentino

Na compra do peso argentino, como em qualquer outra transação cambial, incide uma alíquota referente ao IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros). Na compra de moedas estrangeiras, o IOF é igual a 1,1%; Nos créditos para cartões pré-pagos, o IOF é de 6,38%. Já nas remessas internacionais, incide 0,38% de IOF.
{"title"=>"Atualizar localização", "og"=>{"type"=>"website", "title"=>"Atualizar localização", "description"=>nil, "image"=>nil, "url"=>"https://www.cambiostore.com/peso-argentino/atualizar-localizacao"}, "twitter"=>{"card"=>"summary", "title"=>"Atualizar localização", "description"=>nil, "image"=>nil}, "noindex"=>true}