A forma mais segura e econômica de comprar Coroa Sueca hoje

Medal icon
Safety icon
World icon
Trustpilot logo
Stars

Câmbio Store
na mídia

Cotação Coroa Sueca turismo real. Sem taxas escondidas.

Você pode levar horas para encontrar a melhor taxa de coroa sueca. Economize seu tempo e dinheiro. Nós mostramos em tempo real as melhores cotações das casas de câmbio da sua cidade.

Coroa Sueca comercial nos últimos 30 dias

Loading...
mapa-coroa-sueca

Melhor cotação de Coroa Sueca hoje. Troque moedas estrangeiras de qualquer lugar do mundo.

Negociações sem barreiras geográficas. Realize sua troca com a melhor cotação de Coroa Sueca em nossa casa de câmbio online.

coroa-sueca-seguro

Coroa Sueca 100% seguro com parceiros autorizados pelo Banco Central.

Você será notificado(a) via e-mail e sms a cada estágio da sua compra ou venda de coroa sueca. Além disto, você pode acompanhar pelo nosso website de onde estiver.

Não fique com
dúvidas

A CâmbioStore tem um Centro de Suporte completo para te ajudar em suas dúvidas e te auxiliar com a melhor experiência em coroa sueca.

Central de Ajuda e Suporte

Algumas dúvidas frequentes

Os impostos incidentes na compra da Coroa Sueca

Há três produtos principais trabalhados por agências de câmbio e cada qual possui uma incidência distinta de alíquota do IOF (Imposto sobre Operações financeiras). Quem realiza a compra da Coroa Sueca em espécie efetuará o pagamento referente a 1,1% de IOF. No caso dos cartões pré-pagos, 6,38% de IOF e para remessas internacionais 0,38%.

A Coroa Sueca

A Coroa Sueca ou svensk krona (SEK) é a moeda corrente e oficial da Suécia desde o ano de 1873 - na época, em acordo entre Dinamarca, Noruega e a atual Islândia. A versão independente passou a existir em 1924, com moedas e notas de banco emitidas pelo Sveriges Riksbank (Banco Nacional da Suécia).

A história da Coroa Sueca

A Coroa Sueca é emitida pelo Banco Nacional da Suécia (Sveriges Riksbank) e sua subunidade é o øre (1/100). Apesar desta subdivisão, o menor valor de moedas encontrado atualmente no país é o de 1 Coroa (Krone). O último øre em circulação foi removido no ano de 2010 sob a justificativa do baixo poder de compra da moeda quando considerados os gastos produtivos. As mercadorias podem ainda ser fixadas com o valor de øre, mas a soma será arredondada para a Coroa mais próxima que pode ser paga no dinheiro. As notas da Coroa Sueca estão disponíveis nos valores de 20, 50, 100, 200, 500 e 1000 coroas, representadas por Astrid Lindgren, Evert Taube, Greta Garbo, Ingmar Bergman, Birgit Nilsson e Dag Hammarskjöld respectivamente. Todos eles ícones da cultura e/ou governo sueco.

A Origem da Coroa Sueca

O Taler (daler) era uma moeda cunhada em prata comum a diversos países na região central da Europa e também na Suécia (desde 1534). Circulando como moeda nacional no país foi renomeado para Reichstaler (riksdaler) em 1604, até o acordo entre a Dinamarca e a Suécia para a formação da União Monetária Escandinava, no ano de 1873. Quatro anos mais tarde, a Noruega uniu-se a ambas e todas elas utilizavam a Coroa (Krone) como moeda-comum. A introdução da Coroa substituiu o antigo padrão-prata pelo padrão-ouro, mantido até a Primeira Guerra Mundial. Durante o período as diferenças cambiais entre a Coroa utilizada nos três países impuseram acordos de arbitragem a Suécia, uma vez que a Coroa Sueca possuía mais valor de mercado que as demais. Este movimento levou a dissolução da União Monetária Escandinava no ano de 1924. Apesar disso, os antigos membros decidiram manter o nome Coroa (Krone) em suas moedas, ainda que a Coroa Sueca, a Coroa Dinamarquesa e a Coroa Norueguesa sejam moedas independentes.

A Coroa Sueca Comercial

Há dois segmentos principais no mercado de câmbio brasileiro: O MCTL (Mercado de câmbio de taxas livres) e o MCTF (Mercado de câmbio de taxas flutuantes). Quando falamos sobre a Coroa Sueca comercial estamos nos referindo ao Mercado de Câmbio de Taxas Livres, onde somente as agências bancárias e o Banco Central estão autorizados a operar. Nesse tipo de mercado, são realizadas operações de comércio exterior (importação e exportação), transações governamentais e outros.

A Coroa Sueca Turismo

Quando falamos sobre a Coroa Sueca Turismo, estamos nos referindo a moeda utilizada no Mercado de câmbio de taxas flutuantes que, apesar de ser influenciado pelo mercado comercial, disponibiliza a moeda que está restrita ao próprio segmento, não comprometendo os recursos do Banco Central. Assim, além do BC e das agências bancárias - que atuam no primeiro -, as correspondentes de câmbio e turismo podem também contar com autorizações para atuar no mercado cambial. A Coroa Sueca turismo é voltada para viagens internacionais, independente de seu caráter.

O Mercado Paralelo da Coroa Sueca

O Mercado Paralelo origina-se do “mercado negro” (designação abandonada devido a inadequação do uso da palavra ao associá-la a práticas ilegais), fênomeno da década de 1990 associado ao narcotráfico colombiano. No período, os narcotraficantes utilizavam-se do câmbio para tornar legal o dinheiro obtido de práticas ilícitas. No Brasil a prática sempre esteve associada a corrupção e hoje caracteriza toda e qualquer comercialização de moeda estrangeira realizada por indivíduos e/ou agências que não possuem a autorização concedida pelo Banco Central para atuar.

Como as flutuações cambiais influenciam na cotação da Coroa Sueca

Como mencionado, há dois segmentos principais no mercado cambial brasileiro: o “livre” e o “turismo” (ou o mercado de câmbio de taxas livres e o mercado de câmbio de taxas flutuantes). A moeda em sua versão turismo, é influenciada pela moeda comercial (de operações do comércio exterior). Quando há uma elevação nas importações, aumenta também a demanda pela moeda e ela torna-se abundante em um determinado local. Esta abundância reduz o valor para a sua obtenção e os produtos internacionais (produtos de fato ou viagens) tornam-se acessíveis a população local. Por outro lado, a desvalorização da moeda estrangeira é um reflexo da valorização da moeda nacional, que passa a ter valores elevados de obtenção e afasta os investidores. Este fato leva a uma queda nas exportações, que promove a diminuição da disponibilidade da moeda estrangeira, encarecendo-a. Assim, as flutuações cambiais podem interferir nos valores cobrados pela Coroa Sueca no momento da obtenção. Atente-se aos históricos da moeda e descubra através de seu comportamento, quando esperar pelas melhores taxas (considerando aqui, única e exclusivamente os índices de exportação e importação).

As variações de preço encontradas na obtenção da Coroa Sueca

Há diversos fatores que explicam os diferentes preços encontrados para obter uma mesma moeda. O primeiro deles diz respeito as cotações apresentadas nos noticiários. Estas, além de revelarem os preços de obtenção da moeda no “mercado livre”, também apresentam a taxa de câmbio no fechamento do dia anterior. Há ainda outro fator de extrema importância que auxilia a entender as variações de preço na compra da Coroa Sueca: Ainda que necessária a autorização do Banco Central para que uma instituição opere enquanto agente de câmbio, o mesmo não estipula um valor mínimo cobrado pelo serviço. Cabe as responsáveis pela intermediação definir quais outras taxas poderão incidir na comercialização da moeda. É comum acrescer ao valor da Coroa Sueca comercial os gastos em manutenção de funcionários, do espaço, da segurança e transporte da moeda, além de outros.

Coroa Sueca: estamos em todas capitais do Brasil. Veja alguns exemplos da nossa capilaridade.

Acre (AC), Alagoas (AL), Amapá (AP), Amazonas (AM), Bahia (BA), Ceará (CE), Distrito Federal (DF), Espírito Santo (ES), Goiás (GO), Maranhão (MA), Mato Grosso (MT), Mato Grosso do Sul (MS), Minas Gerais (MG), Pará (PA), Paraíba (PB), Paraná (PR), Pernambuco (PE), Piauí (PI), Rio de Janeiro (RJ), Rio Grande do Norte (RN), Rio Grande do Sul (RS), Rondônia (RO), Roraima (RR), Santa Catarina (SC), São Paulo (SP), Sergipe (SE) e Tocantins (TO).