Inverno europeu: dicas para organizar sua viagem

Planejar uma viagem para a Europa é algo que muitas pessoas fazem durante todo o ano, principalmente para conhecer o inverno europeu, ver neve ou fugir de altas temperaturas. Além disso, é uma experiência inesquecível e única que pode proporcionar a vista de paisagens e situações diferentes.

Antes de realizar o embarque para a viagem, porém, é preciso saber algumas informações e como organizar a sua viagem para o inverno europeu com tranquilidade e sem sofrer com preocupações futuras.

Abaixo, confira algumas dicas de como se preparar para a Europa no inverno e conseguir vivenciar a melhor experiência da sua vida!

Quando começa o inverno europeu e qual a temperatura?

O inverno europeu começa quando é verão aqui no Brasil, ou seja, entre 21 de dezembro e 20 de março. Entretanto, existe uma variação de acordo com o país e as cidades que você vai visitar. Por mais que a temperatura seja muito baixa, existem oscilações.

Países com inverno rigoroso

Entre as dicas de viagem para Europa no inverno é preciso saber que alguns lugares são bem mais frios, nevam e precisam de uma atenção maior na hora de montar a mala com as roupas necessárias para a viagem.

Confira a lista de cidades mais frias:

  • Finlândia: durante um inverno mais rigoroso, é possível sentir temperaturas que chegam até -30°C. Ou seja, sem um equipamento adequado, como calçados para o frio europeu, é muito difícil resistir à temperatura;
  • Rússia: esse é um dos territórios considerados mais frios, com uma temperatura que vai abaixo dos -40°C. Fica difícil imaginar, não é mesmo?,
  • Estônia: principalmente no interior do país, as temperaturas podem facilmente alcançar -40°C.

Por isso, nesses casos, comprar as roupas adequadas é um passo imprescindível para não passar nenhuma situação desagradável durante a sua estadia fora do país. Assim, é possível viajar para a europa no inverno sem se preocupar em sentir frio ou qualquer desconforto.

Vantagens de conhecer a Europa no inverno

Uma das principais vantagens de conhecer o inverno europeu é praticar esportes específicos dessa estação, como o esqui e o snowboarding. Elas são atividades radicais que podem ser realizadas por todas as pessoas que tenham interesse, contudo, é necessário que estejam dentro das normas e regras estabelecidas pela empresa que oferece o serviço.

Além disso, é possível conhecer um dos fenômenos mais bonitos da natureza: a aurora boreal. Essa paisagem é vista na Finlândia e na Noruega durante o inverno, o que proporciona uma experiência quase impossível de esquecer.

Outro ponto é que as passagens e hospedagens costumam ser mais baratas, o que torna uma estação de pouca procura e baixa temporada em muitos países. E isso se torna ainda mais vantajoso ao planejar algum passeio, evitando a perda de tempo em filas, por exemplo.

O que posso levar na mala de viagem?

Quando estiver montando a sua mala, é essencial pensar bem no que será levado até a Europa para não congelar durante os passeios e nem exagerar na quantidade de roupas.

A luva para o inverno europeu é um item que deve ser pensado como prioridade, juntamente com meias, calças, cachecóis, casacos, bota e gorro. Tanto homens quanto mulheres e crianças devem ter esse combo em mente.

Suéteres, camisas e vestidos também devem ser pensados para utilizar por baixo dos casacos mais pesados. Ambientes internos e transportes públicos são climatizados e, assim, não é necessário estar totalmente coberto.

Comprar euro antes ou durante a viagem?

Para ter ainda mais segurança na sua viagem, ainda no Brasil, compre euro em casas de câmbio confiáveis. Dessa forma, você não corre o risco de sofrer com altas taxas no momento da conversão.

Com a Câmbio Store você consegue ter acesso às melhores casas de câmbio da sua região e, assim, encontrar lugares que tenham autorização do Banco Central para funcionamento, compra e venda das moedas estrangeiras. Além disso, não precisa ir presencialmente a todas as casas para realizar um balanço, pois isso pode ser feito em um processo on-line.

E o melhor é que a forma de pagamento vai de acordo com a melhor solução para as suas necessidades! Na Câmbio, as modalidades são transferência bancária ou por TED (em até R$ 30 mil), pagamento parcelado em até 12 vezes com juros reduzidos pelo cartão de crédito ou cartão pré-pago.

Share: